Notícias

04.03.2016

O Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco está envolvido em mais uma importante pesquisa, desta vez o estudo sobre o efeito do vírus da zika  nos casos de nascimento de gêmeos onde apenas um dos  bebês foi afetado por microcefalia. Até agora eram cinco casos. A notificação do nascimento de gêmeos na cidade de Santos, apresenta a mesma característica e será maisuma caso a ser estudado.

Mayana Zatz, responsável pelo projeto de pesquisa” O papel do genoma no desenvolvimento de microcefalia em fetos expostos ao vírus zika”, está trabalhando com mais de 20 colaboradores, sendo parte deles do Nordeste, região onde tem acontecido mais casos de microcefalias. 

 

Saiba mais:

Notícia G1  USP estuda nascimento de gêmeos, um com microcefalia, no litoral de SP

Estadão  USP estuda se alguns bebês têm gene protetor contra microcefalia

Bebê.com.br  6 notícias sobre a guerra contra o vírus zika

 

03/03/2016

11.02.2016

Com o objetivo de promover a atualização na área da educação de Biologia, a área de Educação e Difusão do Centro de Pesquisa em Genoma Humano e Células-Tronco abriu as inscrições para a Oficina "Metodologias ativas no ensino-aprendizagem de Biologia" a ser realizada no sábado, dia 12 de março de 2016.  Serão 60 vagas e a  inscrição é grátis.

A oficina tem como objetivo discutir alguns tópicos de genética, biologia molecular e evolução relacionados a uma característica biológica específica. As estratégias utilizadas são inspiradas em metodologias ativas de ensino-aprendizagem como a sala de aula invertida (flipped classroom) e a instrução por pares (peer instruction). Será ministrada por Rodrigo Mendes.

É importante que os interessados  estejam certos da presença antes da  inscrição, por isso fique atento(a)  a data/ hora marcadas para a realização da Oficina.

 

Saiba mais.

 

 

              24/02/2016
04.02.2016

O nascimento de  gêmeos onde apenas um deles foi afetado  por microcefalia, será objeto de pesquisa do CEGH-CEL (Centro de Estudos sobre Genoma Humano e Células-Tronco) do IB- USP
Segundo Mayana Zatz, diretora do CEGH-CEL, o fato de uma grávida de gêmeos ter sido contaminada pelo zika vírus e apenas um deles ter  desenvolvido a má-formação pode indicar predisposição genética ou proteção contra a microcefalia.

Leia reportagem do jornal O Estado de S.Paulo: USP estuda se bebês têm gene protetor contra a microcefalia 

 

Páginas