Notícias

21.08.2019
 
 
RESERVE SUA DATA! 
Temos o prazer de convidá-los para o 2º Simpósio Genética do TEA (transtorno do espectro autista): Avanços científicos em autismo e conversa com as famílias, organizado pelo grupo de pesquisa em genética do TEA do CEGH-CEL, Intituto de Biociências da USP em cooperação com a equipe do PROGENE (programa do Genoma em neurodesenvolvimento).
 

2º Simpósio sobre transtorno do espectro autista, que ocorrerá nos dias 22 e 23 de novembro de 2019 no Instituto de Biociências da USP, visa oferecer a pesquisadores de diversas áreas a oportunidade de divulgar e discutir suas pesquisas relacionadas ao autismo  bem como às famílias de compartilhar suas experiências e obter informações de especialistas sobre o tema. 

 

Mais informações em breve!

 
 
 
 
 
 
 
22.07.2019

Estão abertas as inscrições para bolsa de Pós-Doutorado  em Engenharia tecidual hepática usando técnicas de produção de organóides a partir de células-tronco humanas pluripotentes induzidas (hiPS).

É necessário possuir doutorado em Ciências Biológicas, com ênfase em Genética, e experiência comprovada em Engenharia tecidual, reprogramação e cultivo de hiPS. Também deve ter experiência comprovada em diferenciação de hiPS para hepatócitos, células endoteliais e mesenquimais, técnicas de bioimpressão 3D e principalmente em protocolos de produção de organoides hepáticos.

A vaga está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Saiba mais sobre o prazo de inscrição pelo link abaixo:

http://fapesp.br/oportunidades/ceghcel__centro_de_estudos_do_genoma_huma...

 

 

 

22/07/2019

04.02.2019
                          

 

Neste mês de fevereiro, o Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco da Universidade de São Paulo CEGH-CEL/USP coloca em destaque o diagnóstico molecular das doenças raras, que pode favorecer não só o tratamento dos pacientes, como também o planejamento reprodutivo de seus núcleos familiares.

Nascido de uma campanha da EURORDIS, o dia mundial das doenças raras, celebrado em 28 de fevereiro, destaca a importância das doenças raras e seu impacto na vida da população.

As doenças raras constituem um grupo amplo de condições clínicas caracterizadas por grande diversidade de sintomas. Atualmente, estão assim classificadas entre 6 mil e 8 mil patologias, 80% delas com etiologia genética.

De acordo com o Ministério da Saúde, classifica-se como doença rara aquela que afeta menos de 1,3 pessoas a cada 2 mil indivíduos. Embora isoladamente sejam pouco frequentes, estima-se que este grupo de doenças acometa cerca de 15 milhões de brasileiros.
Um dos principais problemas enfrentados por esses indivíduos em nosso país é o tempo decorrido entre a manifestação dos primeiros sintomas e a definição diagnóstica. Nesse contexto, os exames genéticos, ainda não custeados por nosso Sistema Único de Saúde (SUS), assumem grande importância, sendo frequentemente indispensáveis para que se estabeleça um diagnóstico preciso.
 

Fontes: 
Organização Européia para Doenças Raras (Eurodis)
https://www.eurordis.org/
Ministério da Saude
http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/doencas-raras

 

04/02/2019

Páginas